E a esperança é a ultima que morre...

11:46

                                    


E agora é assim....

É como remexer em uma ferida que não cicatriza. E todo telefonema, a esperança de que algo tenha mudado,que ambos tenhamos aprendido algo com a ausência, do sentimento do verdadeiro amor, não aquele com características utópicas, mas aquele verdadeiro que sentimos em cada palavra dita, porém tudo não passa de esperança, pois cada palavra dita por sua boca, não passa de um jeito de remexer nessa ferida, que ao invés de sarar só piora a vermelhidão.
Essa vermelhidão faz com que a dor piore, escorra lagrimas dos cantos dos meus olhos, mas não são meras lagrimas, são lagrimas de um coração que ama, ama tão intensamente que chega a agoniar, a ponto de gritar de dor. Mas a esperança de que volte a ser como antes não morre, não acaba.

O coração só não sente mais aquele amor que se importa,aquele amor que cuida,vindo de você pra mim. Não negue o que já é claro no som da tua voz, são os pequenos detalhes que te cobro, os planos presentes que mostram nossa realidade, aquela realidade em que já não estou mais tendo importância nos teus planos.
Mas a esperança não morre,a cada lagrima escorre também a saudade, saudade do corpo,do calor, do cuidado, da importância em tua vida,mas acima de tudo do teu amor, de ser amada.

Dedico a ti meu amor,este singelo texto, palavras que corroíam dentro de mim, após cada telefonema seu nesses últimos tempos, sentimentos que estão me machucando por dentro cada vez mais, espero que isso seja apenas uma fase da nossa longa trajetória lado a lado, mas que se isso esteja significando o fim, que seja feita a vontade do amor.


JULIANA ITO

You Might Also Like

0 comentários

obrigada por seu comentário, e seja bem vindo ao blog
"Os centímetros a menos"