Quando te encontrei...

22:44

  

Sempre fiquei imaginando como seria encontrar você por ai, em uma esquina qualquer, num dia qualquer. Ficava imaginando qual seria minha reação, o que sentiria ao ver você depois de tudo que aconteceu e depois te tanto tempo.  O ano passou tão rápido que desisti de te encontrar por ai, mas o que eu menos esperava aconteceu.
Foi como eu imaginava num dia qualquer, e pra ajudar ainda mais meu coração eu vi primeiro ela. Sim, ela que roubou você de mim, ela que esta hoje ocupando meu lugar, sentada do seu lado ouvindo nosso som e fazendo você rir. Eu olhei de relance sabe, mas não pensei que seria real, que seria você, mas ao olhar pra quem estava dirigindo vi seus olhos na minha direção. Sei que você me viu também, seus olhos congelaram em mim, depois que ela notou você abaixou a cabeça e fingiu que nada aconteceu.  Engraçado como sua vida mudou. Seu carro mudou o corte da sua barba, e o seu sorriso também não é o mesmo.
Eu no ponto de ônibus tive o azar de ter que passar ao lado do seu novo carro, aquele moderno que você tem.  Lembro quando andávamos no seu carro antigo, escutando nosso som, você com uma mão na minha perna, sorrindo e dirigindo.
Foi muito estranho sabe, entrei no ônibus e sentei no banco sozinha, olhando pro além e imaginando seu rosto que eu já tinha esquecido a muito tempo. Quase cheguei a chorar, mas não consigo mais, pois depois de você aprendi a ser forte e a cair na real.

Eu segui e você seguiu em frente na vida,  doeu muito ver você assim com ela, mas passou assim como você na minha vida.


JULIANA ITO  

You Might Also Like

0 comentários

obrigada por seu comentário, e seja bem vindo ao blog
"Os centímetros a menos"