Prefiro esperar para ser inteira e não metade

00:05


Resultado de imagem para fiona no ultimo filme

As vezes as revira-voltas que a vida dá nos surpreende de uma tal forma que demoramos um certo tempo para compreender, mas quando compreendemos aprendemos muito com isso e acabamos então percebendo que tudo flui de acordo como deve ser.
Sempre fui uma pessoa que raramente tinha um relacionamento serio, e ficava muito encucada com isso, já que via todas as minhas amigas trocando de namorados assim tão facilmente, não que o atual delas seja mais um, bem longe disso, cada qual com sua historia e como disse anteriormente, tudo flui de acordo como deve ser.  Os anos foram passando, fui crescendo e me tornando mulher, isso não saia da minha cabeça de forma alguma, mas não deixei de viver por causa de paranoias. Descobri que ter um caso daqueles de uma noite só não era de todo mal, tive vários casinhos por ai confesso, mas nada que durasse e foi com eles que aos poucos fui aprendendo a viver intensamente sem essas neuras, mesmo ela continuando ali escondida dentro da minha cabeça.
Até que certa vez depois de muitos anos solteira comecei a namorar e confesso nunca fiquei tão perdida de como me comportar na vida. Mas foi exatamente nesse curto relacionamento que tive um dos maiores aprendizados da vida. Sempre soube como aconselhar minhas amigas, mas nunca seguia meus próprios conselhos, mas dessa vez eu tive coragem e escutei o que sempre digo: “se você não gosta de receber pouco amor, carinho e atenção, não esteja com uma pessoa dando pouco amor, carinho e atenção”. Foi ai que resolvi ir embora, aprendi que me amar era o que eu tinha que priorizar no momento, alias, fui criada para ser independente, a princesa que ao invés de esperar o príncipe encantado no cavalo branco, decide descer da torre num rapel e enfrentar o dragão sozinha, ou trazendo pros tempos de hoje, não quero ser a garota que fica com o cara só pelo carro, quero ser a garota de carro que chega e fala: sobe ai meu mel, vamos dar um rolê na minha carruagem de ferro”.  Acho que ter um relacionamento vai muito além de estar sempre juntos, envolve carinho, confiança, e ver um futuro ao lado desse alguém, mas não adianta ser metade esperando com que o outro te complete, você precisa ser inteira e ter alguém inteiro ao seu lado, para que quando estarem juntos transborde amor.
Cheguei ao ponto tão alto de perceber que me amar era mais importante que decidi seguir só, até me encontrar, até me completar, ser essa tal princesa guerreira que tanto falo, tipo a fiona em Shrek para sempre, onde ela lutou sozinha pela sobrevivência e precisou ser conquistada de verdade para poder se entregar. Eu que tive tantos casos e lutei tanto para que esses casos se transformassem em romances reais hoje não quero mais, hoje prefiro meus casos que me satisfazem em momentos de carência e seguir evoluindo aos poucos a mulher que sou a me entrar por um amor meio raso, mais raso da minha parte que é o que mais me doi, prefiro esperar para ser inteira e não metade.




You Might Also Like

0 comentários

obrigada por seu comentário, e seja bem vindo ao blog
"Os centímetros a menos"