Talvez seja só uma turbulência...

By Juliana ito - 23:16






As vezes só precisamos de um segundo de pausa na correria pra nossa lucidez simplesmente surgir luminosa como uma seta de um hotel no meio da estrada.
È só dar uma brecha para a mente que todos os nossos pecados vem atona, todos os nossos sonhos deixados de lado vem cobrar a sua falta de esperança e credibilidade em você mesmo.. onde foi parar aquela pessoa sorridente e esperançosa de que tudo daria certo? Essa é uma pergunta que me faço em meio a turbulência de pensamento que surge na minha cabeça toda vez que me pego pensando em como minha vida poderia ter sido se em um tempo distante eu tivesse tomado outras decisões.
Talvez se eu tivesse mudado o caminho de casa ou não tivesse aceitado aquela solicitação de amizade tudo seria diferente, talvez não tivesse cada cicatriz que tenho hoje no peito, talvez essa turbulência não estaria aqui me assombrando , e meus pensamentos do que será meu futuro tão incerto não estivesse me perseguindo para reforçar o quão perdida ainda estou.  E a esperança de dar um passo a frente não me aparece, só mesmo a opção de fracassar mais uma vez .
Sabe um dia tive um sonho, de ter uma vida quase perfeita, pois se fosse perfeita não teria tanta graça. Sonhei um dia com o emprego dos sonhos, a casa ideal e um amor tranquilo como um dia de outono, que as vezes nos pegamos andando no vento refrescante e uma pequena garoa nos pega no meio do caminho, mas logo passa trazendo paz e conforto novamente.  Mas hoje sinto que não sou uma pessoa digna de ter essa vida, simplesmente me vejo como uma andarilha no meio da floresta que aproveita o que encontra no caminho mas não tem um rumo a tomar, somente vaga a mercê do destino.
Talvez um dia isso passe e eu simplesmente acorde de um sonho e que toda essa loucura que se passa na minha cabeça tenha sido um sonho ou um pesadelo que usou das minhas neuras para me assombrar, enquanto isso vou vagando nessa loucura que chamo de vida, tentando descobrir o caminho certo pra trilhar, enquanto isso vou andando sem saber pra onde e nem porque.  

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

obrigada por seu comentário, e seja bem vindo ao blog
"Os centímetros a menos"